Imposto de Renda: Como informar rendimentos de MEI na DIRPF

Além de gerar DAS para pagamento dos impostos e fazer o Relatório Mensal das Receitas Brutas, o Micro Empreendedor Individual (MEI) possui outras obrigações como a Declaração Anual Simplificada (DASN-SIMEI).

Embora a Lei Complementar nº 128, de 19/12/2008, tenha facilitado o registro do Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), enquadrando o Micro Empreendedor como Simples Nacional e fixando o valor do mensal de imposto (R$ 53,25 para comércio ou indústria; R$ 57,25 para prestação de serviço ou R$ 58,25 para comércio e serviços) distribuídos entre:

5% do Salário Mínimo para INSS;
R$ 1,00 de ICMS para comércio/indústria;
R$ 5,00 ISSQN para prestação de serviços; e,
R$ 6,00 para comércio/indústria e prestação de serviços.
Em resumo, se a MEI for prestadora de serviços pagará:
5% INSS = (R$ 52,25 + R$ 5,00 ISSQN) = R$ 57,25.

Estes impostos fixados anualmente (INSS, ICMS e ISS) não isenta o Empreendedor a declarar Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (DIRPF).

Devemos entender que para fins de DIRPF não é a totalidade da receita auferida que deve ser declarada, aplica-se a equação (Receita Bruta – Despesas = Lucro Líquido)

A Legislação “isenta” o Lucro Líquido auferido pelo Micro Empreendedor para Declaração de Imposto de Renda, desde que:

• Este valor fique limitado ao valor resultante da aplicação dos percentuais previstos pelo Lucro Presumido:
8% Para comércio, indústria e transporte de carga
16% Para Transporte de Passageiros
32% Para Serviços em geral

• Ou, que a MEI mantenha escrituração contábil e por ela evidencie lucro superior aos limites mencionados acima.Poucos sabem que se não mantiverem escrituração contábil, pagarão Imposto de Renda na Declaração de Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (DIRPF) conforme exemplo abaixo:

Vamos citar uma empresa de prestação de serviços que obteve receita de R$ 65.000,00 no ano sem despesas comprovadas e sem controle de Livro Caixa:

MEI – Prestador de Serviços (SEM CONTABILIDADE) sem despesas comprovadas “Livro Caixa”
Receita Bruta (receita total auferida da prestação de Serviços) R$ 65.000,00
Despesas (Água, Luz, Aluguel, Internet, Telefone, Compras) Livro Caixa R$ 0,00
Lucro (Receita Bruta – Despesas) R$ 65.000,00
Parcela Isenta (32% conforme tabela lucro presumido) 65.000 x 32% – R$ 20.800,00
Parcela Tributável (declaração de IRPF) 65.000 – 20.800 R$ 44.200,00

Na Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física os rendimentos ficaria assim:

Ficha de Rendimentos Tributável recebido de PJ
Rendimentos Recebidos de PJ R$ 44.200,00

Ficha de Rendimentos Isentos
Lucros e Dividendos Recebidos pelo Titular R$ 20.800,00

• Imposto a pagar modo Completo: R$ 2.372,43;
• Imposto a pagar modo Simplificado: R$ 1.046,43.

Utilizando o mesmo exemplo acima, Sem Contabilidade, mas com despesas comprovadas “Livro Caixa” no valor de R$ 7.000,00:

MEI – Prestador de Serviços (SEM CONTABILIDADE) com despesas comprovadas “Livro Caixa”
Receita Bruta (receita total auferida da prestação de Serviços) R$ 65.000,00
Despesas (Água, Luz, Aluguel, Internet, Telefone, Compras) sem escrituração contábil R$ 7.000,00
Lucro (Receita Bruta – Despesas) 65.000 – 7.000 R$ 58.000,00
Parcela Isenta (32% conforme tabela lucro presumido) 65.000 x 32% – R$ 20.800,00
Parcela Tributável (declaração de IRPF) 58.000 – 20.800 R$ 37.200,00

Na Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física os rendimentos ficaria assim:

Ficha de Rendimentos Tributável recebido de PJ

Rendimentos Recebidos de PJ R$ 37.200,00

Ficha de Rendimentos Isentos

Lucros e Dividendos Recebidos pelo Titular R$ 20.800,00

• Imposto a pagar modo Completo: R$ 1.322,43;
• Imposto a pagar modo Simplificado: R$ 518,42.

Utilizando o mesmo exemplo acima, Com Contabilidade, e despesas comprovadas no valor de R$ 7.000,00:

MEI – Prestador de Serviços (COM CONTABILIDADE) com despesas comprovadas
Receita Bruta (receita total auferida da prestação de Serviços) R$ 65.000,00
Despesas (Água, Luz, Aluguel, Internet, Telefone, Compras) sem escrituração contábil R$ 7.000,00
Lucro (Receita Bruta – Despesas) 65.000 – 7.000 R$ 58.000,00
Distribuição de Lucros R$ 58.000,00

Na Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física os rendimentos ficaria assim:

Ficha de Rendimentos Isentos e NÃO Tributáveis

13- Rendimento de sócio ou titular de microempresa ou empresa de pequeno porte R$ 58.000,00

• Imposto a pagar modo Completo: R$ 0,00;
• Imposto a pagar modo Simplificado: R$ 0,00.

Base Legal:
Lei Complementar nº 123/06 Art. 14 – Consideram-se isentos do imposto de renda, na fonte e na declaração de ajuste do beneficiário, os valores efetivamente pagos ou distribuídos ao titular ou sócio da microempresa ou empresa de pequeno porte optante pelo Simples Nacional, salvo os que corresponderem a pró-labore, alugueis ou serviços prestados

§ 1º A isenção de que trata o caput deste artigo fica limitada ao valor resultante de aplicação dos percentuais de que trata o Art. 15 da Lei nº 9.249/95, sobre a receita bruta mensal, no caso de antecipação de fonte, ou da receita bruta total anual, tratando-se de declaração de ajuste, subtraído do valor devido na forma do Simples Nacional no período

§ 2o O disposto no § 1o deste artigo não se aplica na hipótese de a pessoa jurídica manter escrituração contábil e evidenciar lucro superior àquele limite

logotipo-rodape.png

Segunda-feira a Sexta-feira
08h as 12h e das 13h30min as 17h30min

Av. Tramandaí, 722 - 306 - Ipanema
Porto Alegre/RS

(51) 3557-0081 (51) 98400-5678
contato@assescorp.com.br

Desenvolvido por Fixaweb.com.br

Contate Agora